Arquivos da categoria: Arte

O que é arquitetura?

O que e arquiteturaDefinir arquitetura é uma tarefa extremamente árdua. Vários mestres já expuseram suas definições e ainda assim não há, e talvez nunca haverá, uma resposta unânime. Le Corbusier, mestre da arquitetura moderna, definiu como “um jogo sábio, glorioso e magnífico de volumes sob a luz do sol”. De forma mais poética, Goethe, que não era arquiteto, disse que “arquitetura é música petrificada”. Segundo Vitrúvio, um grande arquiteto do período romano, no séc. I a.C., “a arquitetura é uma ciência, surgindo de muitas outras, e adornada com muitos e variados ensinamentos. Pela ajuda dos quais, um julgamento é formado daqueles trabalhos que são o resultado das outras artes”.

Talvez a resposta mais próxima de uma definição seja a de Lúcio Costa, que disse que “arquitetura é, antes de mais nada, construção, mas construção com intenção”. De fato, toda construção tem intenções. Abrigo é uma intenção, controlar orçamento é outra, proteção também. Mas arquitetura é uma arte! Está presente no rol das sete artes de Ricciotto Canudo. E o que une todas as artes é a capacidade de emocionar, fazer o usuário, ou observador, interagir de alguma forma com aquela obra. Então, o grande objetivo da arquitetura deve ser causar emoções, além de resolver problemas de função e custo.

No entanto, esta última conclusão não é suficiente para definir arquitetura. Paulo Mendes da Rocha, talvez o maior arquiteto brasileiro atualmente, diz que “a primeira e primordial arquitetura é a geografia.”. Assim, imaginamos que a arquitetura pode ter surgido antes do homem. Algumas cavernas, mesmo as que nunca tiveram intervenções humanas, cumprem funções de abrigo e, ao mesmo tempo, podem provocar emoções a medida que as percorremos. São dois elementos fundamentais da arquitetura, que não tiveram a intenção de acontecer. São ambientes naturais, puros.

Já um ninho de pássaro, cumpre os requisitos de função como morada, abrigo para filhotes, etc, e são criados com intenção, porém não humana. A capacidade emotiva de um ninho de pássaro talvez seja o caráter mais questionável. No entanto, talvez um belo ninho e o modo como os pássaros o habitem nos emocione mais do que muitas construções humanas. Há inúmeros edifícios que são apenas uma resposta a demandas mercadológicas e funcionais, esquecendo do caráter artístico. O que temos de arquitetura nestes edifícios que não temos no ninho de pássaros?

Talvez a grande questão não seja definir arquitetura, e sim sentí-la. Aquele objeto que funciona para atender uma determinada função para alguém, ou algo, e te provoca emoção de alguma forma cumpre o objetivo da arquitetura, independente de ter sido criado por um homem, um animal ou por condições naturais. Talvez a arquitetura não tenha sido criada pelos homens, mas sim uma cópia do que ele tinha na natureza, incrementada por sua inteligência, tornando-se adaptável para as condições individuais.

É evidente que não definiremos o que é arquitetura em um texto. Nem é essa a intenção. Apenas acreditamos que este tipo de provocação amplia os horizontes da discussão, e nos leva a enxergar novas possibilidades onde antes tínhamos uma certa definição. O simples exercício de buscar arquitetura, tentar interpretá-la, buscar paralelos entre ela e outros tipos de arte, ou ainda com elementos naturais, nos faz enxergá-la de uma forma mais próxima da gente. Experimente!

Pra comemorar o Dia Mundial da Fotografia

Guerra-Duccio-Halbe

Guerra-Duccio-Halbe

Hoje, 19 de Agosto, comemora-se o Dia Mundial da Fotografia. Pra celebrar esse dia, trazemos pro ElementarBlog alguns dos fotógrafos de arquitetura que mais admiramos.

Primeiro, o português Fernando Guerra (http://ultimasreportagens.com), fotógrafo preferido de Álvaro Siza. Guerra tem formação em arquitetura e abriu seu estúdio de fotografia há 15 anos.

Nossa segunda dica é Duccio Malagamba (http://www.ducciomalagamba.com). Italiano, com mais de 20 anos de atuação, também com formação em arquitetura, pela Universidade de Gênova.

Por último, trazemos Roland Halbe (http://rolandhalbe.eu). Baseado em Stuttgart, Halbe estudou fotografia na Itália e trabalha há quase 30 anos captando arquitetura pelo mundo.

Graças a sensibilidade deles podemos apreender um pouco da intenção de cada obra enquanto ainda não as conhecemos. Parabéns a todos os fotógrafos! Continuem sempre surpreendendo!

5 links elementares: arte na cidade

O ElementarBlog vai sugerir, toda sexta-feira, 5 links que nos informam e inspiram. A pauta é livre. Veremos nesses links um pouco de tudo que compõe nossa forma de trabalho. Arquitetura, fotografia, artes plásticas, sustentabilidade, cinema, cidades, ilustrações, música, viagens, entre outras coisas.

Hoje indicaremos 5 links que trazem exemplos de arte urbana. Como a cidade pode ficar mais apreensível para seus cidadãos, criar pólos de interesse, ficar mais agradável, habitável e de fácil interação a partir de intervenções artísticas, muitas vezes até simples.

Divirtam-se!

01c

1. Uma ideia sensacional aproveitando o espaço do céu que existe entre edifícios.

02c

2. Ilustrações de vários edifícios de Nova York como preservação de uma memória visual afetiva.

03c

3. Objetos comuns do dia a dia aproveitados para compor obras de arte.

04c

4. Quantas vezes se pode demolir e construir uma estrutura antes de perder a sua identidade? Imagens de paisagens reconstruídas em cenários destruídos várias vezes.

05c5. Arte urbana que alegra as ruas.